sábado, 8 de agosto de 2009

ÉTICA - III orelhas e autor

LIVRO: "ÉTICA" (1969)
DE: Adolfo Sánchez Vázquez
ED: Civilização Brasileira (RJ; 1982, 5a edição; 2002, 22a edição) Tradução: João Dell'Anna

AUTOR
ADOLFO SÁNCHEZ VÁZQUEZ
é professor titular da Faculdade de Filosofia e Letras da Universidad Nacional Autónoma de México, onde leciona filosofía contemporânea, estética e ética.
Já é conhecido do leitor brasileiro através dos livros Filosofia da Praxis e As Idéias Estéticas de Marx, ambos já publicados no Brasil.
O presente livro foi sobretudo elaborado para uso dos estudantes de ÉTICA, daí a sua preocupação em abordar, de forma didática, os temas que constituem os programas daquela disciplina. Abordá-los, diga-se de passagem, sem perda de um enfoque próprio, sem repetir os chavões insossos, tão freqüentes nos manuais universitários que se distanciam do homem e da existência historicamente situados. Afastado tanto dos dogmatismos como do neutralismo éticos, é o próprio VÁZQUEZ quem nos esclarece que, ao examinar uma série de questões cruciais da ética, guiou-se sempre por sua posição própria, expondo e analisando sob um ângulo crítico - e não eclético - as outras diversas e contrapostas posições.
Assim, por exemplo, é que se também afasta, nas relações entre política e moral, do moralismo abstrato e do 'realismo' político, os quais, dissociando a vida privada da vida pública, representam "a fragmentação do homem real entre indivíduo e cidadão, que caracteriza a sociedade moderna". O verdadeiro valor do trabalho, para a 'visão de mundo' do autor, só pode ser alcançado quando a sua fonte for o estímulo moral de servir histórica e socialmente à apropriação crescente do humano pelo homem; e não quando se funda apenas na imperiosa necessidade de subsistir ou exclusivamente de um estímulo material, por mais elevado que seja. "Os homens necessitam da moral como necessitam da produção", pois, "tanto a transformação da velha ordem social como a construção da nova, requerem os homens nelas participando conscientemente, ou seja, convertem o moral numa necessidade". Em última análise, no ato moral estão vinculadas indissoluvelmente as noções de responsabilidade e de necessidade, condições sine qua non para que haja a liberdade, cujo desenvolviemnto se confunde com o próprio processo de autoprodução do homem como ser humano.
Tantos e tantos outros ensinamentos como este é que justificam a afirmativa de que ÉTICA se inclui destacadamente entre os títulos que mais honraram a programação da Editora Civilização Brasileira.
*

Um comentário:

♥ Lucy Sem Fronteiras ♥ disse...

Nossa, em primeiro lugar vim aqui para expressar que fiquei muito contente com seu retorno! Já faz tempo desde seu último post. Não pare! Continue a escrever, você realiza um excelente trabalho aqui, e portanto, mesmo respeitando os motivos de sua ausência, reitero que sua contribuição é valorosa.

Quanto ao livro, não o conheço pessoalmente, mas apenas dizer que mediante a nossa situação atual na política, não haveria título mais propício do que esta sua indicação e que fala justamente sobre ÉTICA!
Algo tão RARO hoje em dia. E não somente na política, mas em todos os setores da sociedade.

E os Valores então??!
Há uma grande inversão de valores hoje em dia, estão em sua maioria, todos deturpados.
É urgente que se retome a questão da Ética do Ser Humano. Aliás a Ética, o Respeito, a Consciência, os Valores, sem os quais, não teremos mais como prosseguir no mundo, pois estes sistemas todos estão falidos e corrompidos.

Mas enfim, espero que poste novos artigos mais vezes.
Obrigada por sua contribuição.

Paz, Luz, Forças e muitas bençãos a ti

Lucy